Notícias

Notícias

Programa Acelera Foz

Programa Acelera Foz vai oferecer 200 bolsas de inovação…

Com foco em desenvolver soluções para pequenas empresas e ainda diminuir a evasão dos universitários na cidade, o Programa Acelera Foz lançou nesta segunda-feira, 29, o Programa Integração Universidade e Empresa. A iniciativa deve ofertar cerca de 200 bolsas de inovação no valor de R$ 800 e duração de até 9 meses.
   
O Programa – promovido pelo Parque Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) e Itaipu Binacional, com apoio Sebrae Paraná – foi criado para ser um ponto de partida para a implantação da cultura de inovação nas empresas impactadas pela crise desencadeada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A proposta é inserir estudantes de graduação ou pós-graduação, professores e empreendedores em atividades de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, com apoio do Sebrae Paraná.
   
As empresas interessadas em participar do programa devem entrar em contato com uma das Instituições de Ensino Superior (IES) participantes para apresentar a sua proposta e juntos elaborarem um projeto. A IES fará a seleção dos alunos e dos professores para atuarem nas iniciativas. Com a documentação necessária, empresa e IES deverão submeter a sua proposta até o dia 19 de julho. A relação das propostas aprovadas será divulgada no dia 23 de julho, com o início das atividades previsto para 5 de agosto.
   
Os participantes selecionados (bolsistas, orientadores e supervisores) ainda participarão de capacitações ofertadas pelo Sebrae Paraná na temática de empreendedorismo com o intuito de somar conhecimentos e preparar o empresário e o potencial empresário para a carreira profissional.
   
O Programa Integração Universidade e Empresa tem ainda o objetivo capacitar recursos humanos em desenvolvimento tecnológico e inovação para fortalecer os empreendimentos na cidade, contribuindo para a geração de emprego, trabalho e renda. As seguintes instituições de ensino superior participam da iniciativa: Instituto Federal do Paraná (IFPR), Centro de Ensino Superior de Foz do Iguaçu (CESUFOZ), Centro Universitário Dinâmica Das Cataratas (UDC), UDC Monjolo, Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e Faculdades Unificadas de Foz do Iguaçu (UNIFOZ) e o Centro Universitário União das Américas (UNIAMÉRICA).
    
Cada empresa proponente poderá incluir até três bolsistas para o desenvolvimento das atividades, além de escolher o local onde eles atuarão (na própria instituição de ensino, empresa ou em home office), com a contra-partida de R$ 80 mensais (10% do valor da mensalidade). Os critérios para participação e cronograma completo está disponível no edital, em www.pti.org.br/acelerafoz, no link Oportunidades.
    
Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail programa.iue@pti.org.br ou pelo telefone (45) 3576-7184.

Programa Acelera Foz

Você está aqui Desafio Inova Oeste 2020 é oportunidade…

Para participar do Desafio, os empreendedores têm até o dia 22 de julho para submeter as suas propostas de desenvolvimento e implementação de produtos, serviços e melhorias de processos. O edital é amplo e conta com 14 temáticas, que podem ser trabalhadas separadas ou conjuntamente: Agroenergia; Energia; Saúde; Produção de Alimentos; Varejo; Turismo; Cidades Inteligentes; Logística; Meio Ambiente; Internet das Coisas; Inteligência Artificial; Indústria 4.0; Segurança de Infraestruturas Críticas; e Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). 


    
O Desafio Inova Oeste tem como objetivo o desenvolvimento e implementação de soluções tecnológicas em micro e pequenas empresas ou startups, gerando alto impacto na economia da região Oeste do Paraná como forma de enfrentamento à crise desencadeada pelo Covid-19. 
    
Como participar?
    

Primeiramente as startups, micro e pequenas empresas devem realizar seu cadastro na Plataforma do Desafio (http://premioedesafio.oesteemdesenvolvimento.com.br) e na sequência preencher o Formulário de Apresentação do Projeto (FAP) disponível na plataforma. Depois disso, é necessário solicitar orçamento de serviços do Programa Sebraetec (o edital conta com uma lista de serviços disponíveis). Com o formulário preenchido e os documentos separados, basta realizar a sua submissão on-line.
    
A seleção dos projetos seguirá critérios como potencial de inovação no produto ou serviço, estratégia de comercialização, mercado potencial, resultados esperados (solução da problemática, geração de conhecimento, etc), risco do projeto e impactos econômicos do projeto.
    
Após o período de submissão, será realizada a análise das propostas, com a divulgação dos selecionados prevista para 27 de julho e o início dos projetos em 10 de agosto. O desenvolvimento e entrega da solução proposta deve ocorrer 6 meses a partir da assinatura dos instrumentos jurídicos. O edital completo está disponível em http://premioedesafio.oesteemdesenvolvimento.com.br. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail programa.inovaoeste@pti.org.br ou pelo telefone (45) 3576-7451. 
    
O Desafio Inova Oeste é uma promoção do Programa Acelera Foz, Sistema Regional de Inovação (SRI), Programa Oeste em Desenvolvimento e Iguassu Valley, com realização do Sebrae Paraná, Fundação Araucária, Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) e Itaipu Binacional.

Programa Acelera Foz

Oportunidade: Pequenas empresas de Foz e região terão projetos…

Você está aqui

Oportunidade: Pequenas empresas de Foz e região terão projetos custeados pelo Desafio Inova Oeste

23/06/2020

Como parte das ações alinhadas pelo Programa Acelera Foz, será lançado nesta quinta-feira (25), às 9 horas, o Desafio Inova Oeste 2020. A iniciativa deve beneficiar 20 empresas da região com até R$ 58 mil reais em recursos para serem aplicados em consultorias tecnológicas, compras de equipamentos, bolsas de pesquisa, entre outros, além de valores intangíveis proporcionados pelo Sebrae Paraná, como mentorias, relacionamento e apoio na consolidação de seus produtos no mercado.
    
O lançamento oficial da iniciativa será marcado por uma live – que será transmitida nas redes sociais do Parque Tecnológico Itaipu (www.facebook.com/ptibrasil) e do Sebrae Digital (https://bit.ly/2BvXhe8) – e contará com a presença de Rodrigo Régis de Almeida Galvão, diretor de Negócios e Inovação do PTI; Augusto Stein, gerente do Sebrae Paraná; Ramiro Wahrhaftig, presidente da Fundação Araucária; Jadson Siqueira, presidente do Sistema Regional de Inovação (SRI). 
    
Para participar do Desafio, as empresas terão até o dia 22 de julho para submeter as suas propostas de desenvolvimento e implementação de produtos, serviços e melhorias de processos dentro das seguintes linhas temáticas: Agroenergia; Energia; Saúde; Produção de Alimentos; Varejo; Turismo; Cidades Inteligentes; Logística; Meio Ambiente; Internet das Coisas; Indústria 4.0; e Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).
    
Para a seleção dos projetos serão considerados critérios como estimular negócios que mais contribuem para a dinamização da economia; gerar reflexos positivos no maior número possível de empresas da região; grande potencial de impacto econômico em curto espaço de tempo; e análise de crescimento estimado baseado em indicadores.
    
De acordo com o diretor de Negócios e Inovação o PTI, Rodrigo Régis, o Desafio Inova Oeste “é uma iniciativa de um conjunto de ações que o PTI vai desenvolver com foco na consolidação de um ambiente que promove a inovação. Com esse tipo de iniciativa conseguimos reduzir os riscos dessas pequenas contempladas, aumentando a assertividade das suas soluções”, destacou.
    
Segundo Augusto Stein, gerente do Sebrae/Paraná, a ação é uma forma de encarar os desafios regionais de forma integrada, unindo diferentes atores, como empresas, startups e instituições privadas e públicas. “Com isso podemos gerar frutos importantes para toda a sociedade, gerando oportunidades e soluções que podem impactar positivamente toda a região”. Já Ramiro Wahrhaftig, presidente da Fundação Araucária, ressalta que “é muito importante para a Araucária ser mais um agente no desenvolvimento do excepcional Oeste do Paraná e do dinamismo de um dos ecossistemas mais importantes do Estado, que conta com ativos e atores extremamente qualificados e detentores de grande capacidade mobilizadora”. 
    
O edital completo estará disponível a partir de quinta-feira no endereço https://premioedesafio.oesteemdesenvolvimento.com.br
    

Desafio Inova Oeste 2020
  

Lançamento: quinta-feira, 25 (live pode ser acompanhada pelo www.facebook.com/ptibrasil e https://bit.ly/2BvXhe8)

Inscrições: de 25 de junho a 22 de julho
    
Mais informações: https://premioedesafio.oesteemdesenvolvimento.com.br

Programa Acelera Foz

Acelera Foz coloca à disposição de empresários 200 bolsas…

Empresários e universitários já começaram a tirar as suas ideias do papel e transformá-las em projetos para concorrerem às 200 bolsas de inovação ofertadas pelo Programa Integração Universidade Empresa. A ação integra o Programa Acelera Foz e tem como objetivo proporcionar o desenvolvimento de soluções para pequenas empresas e ainda diminuir a evasão dos universitários na cidade. Todas as dúvidas referentes à iniciativa poderão ser esclarecidas nesta sexta-feira (10), às 14h, durante um webinar aberto ao público (http://bit.ly/webinarIUE).
    
As bolsas, no valor de R$800 e duração de até 9 meses, serão custeadas pelo programa.  Para participar, as empresas interessadas devem entrar em contato com uma das oito Instituições de Ensino Superior (IES) participantes para apresentar a sua proposta e juntos elaborarem um projeto até o dia 19 de julho. A IES fará a seleção dos alunos e dos professores para atuarem nas iniciativas. A relação das propostas aprovadas será divulgada no dia 23 de julho, com o início das atividades previsto para 5 de agosto.
       
O diretor do Del Rey Quality Hotel, Jaime Mendes, foi um dos empresários que “comprou” a ideia do programa. De acordo com Mendes, “a iniciativa é fundamental para a cidade, pois aproxima as empresas das universidades, e deve contribuir para que esses jovens conheçam a realidade das empresas de Foz do Iguaçu. Com isso conseguiremos ter um destino de turismo inteligente”, destaca. “É a oportunidade para os acadêmicos colocarem em prática os conhecimentos adquiridos na universidade, sobretudo nesse momento em que estamos vivendo”, complementa.
   
Rodrigo Ciavaglia, diretor do Grupo Loumar Turismo, ressalta que “a iniciativa tende a beneficiar a cidade como um todo. Eu, como empresário, tenho a chance de buscar até três alunos, de cursos e habilidades diferentes para que venham aqui, pesquisem e entreguem soluções que possam me ajudar a resolver um problema ou ainda criando novas oportunidades”. Ciavaglia também lembra a importância do programa para o desenvolvimento dos acadêmicos. “Sabemos que muitos alunos se formam sem ter a vivência profissional necessária. Além disso, tem a questão financeira. Esses R$ 800 podem auxiliá-los a continuarem seus cursos”. 
    
Para as instituições de ensino superior, o programa também deve ter um papel fundamental na luta contra a evasão dos estudantes neste período de pandemia. Segundo Valdir Serafim Jr, diretor do Centro de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) – Campus Foz, “a união entre as instituições de ensino, PTI-BR e Sebrae tira um pouco da angústia gerada pela pandemia (Covid-19) e proporciona aos acadêmicos e professores oportunidades práticas vinculadas ao tripé da Universidade (Ensino, Pesquisa e Extensão) voltadas às empresas locais impactadas pela crise”. Além disso, Serafim pontuou que a iniciativa “viabiliza uma ferramenta para as empresas retomarem as suas atividades e o desenvolvimento econômico, auxiliando nas decisões gerenciais, geração de emprego e renda”.
   
Além da Unioeste, fazem parte da iniciativa as seguintes instituições: Centro de Ensino Superior de Foz do Iguaçu (CESUFOZ), Centro Universitário Dinâmica Das Cataratas (UDC), Instituto Federal do Paraná (IFPR), UDC Monjolo, Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), Faculdades Unificadas de Foz do Iguaçu (UNIFOZ) e UniAmérica Centro Universitário.
    
O programa
   

O Programa Integração Universidade Empresa- promovido pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) e Itaipu Binacional, com apoio Sebrae Paraná – foi criado para ser um ponto de partida para a implantação da cultura de inovação nas empresas impactadas pela crise desencadeada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A proposta é inserir estudantes de graduação ou pós-graduação, professores e empreendedores em atividades de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, com apoio do Sebrae Paraná.
   
Os participantes selecionados (bolsistas, orientadores e supervisores) ainda participarão de capacitações ofertadas pelo Sebrae Paraná na temática de empreendedorismo com o intuito de somar conhecimentos e preparar o empresário e o potencial empresário para a carreira profissional.
   
Cada empresa proponente poderá incluir até três bolsistas para o desenvolvimento das atividades, além de escolher o local onde eles atuarão (na própria instituição de ensino, empresa ou em home office), com a contra-partida de R$ 80 mensais (10% do valor da mensalidade). Os critérios para participação e cronograma completo está disponível no edital, em www.pti.org.br/acelerafoz.
   
Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail programa.iue@pti.org.br ou pelo telefone (45) 3576-7184.