PTI seleciona projetos de sete empresas para acelerar retomada econômica

O desafio foi grande – os empreendedores tiveram apenas 20 minutos para transmitir a uma banca de avaliadores projetos de negócios que muitas vezes levaram meses ou anos para serem construídos. Foram 15 propostas participantes no Demoday, evento organizado pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), com a finalidade de, ao final do processo de avaliação, direcionar investimentos de até R$ 100 mil para a aceleração de cinco projetos. 

Esta edição do Demoday foi toda realizada virtualmente – em virtude das medidas para combater o coronavírus, nos dias 18 e 19 de agosto. Ao todo, foram mais de seis horas de transmissão ao vivo com mais de 270 visualizações, em evento compartilhado apenas com convidados do PTI – entre empreendedores, avaliadores, investidores e representantes de instituições parceiras. Os resultados do evento foram divulgados nesta segunda-feira, 31, e as empresas SII Smart, AIS Ambientes Virtuais, B2B Hotel, TARS, Um Bom APP, Quality e EVAH.io foram escolhidas para a próxima etapa de avaliação, em que deverão entregar os planos de trabalho de suas propostas. No início de outubro, cinco das sete selecionadas vão receber a primeira parcela dos investimentos. 

Os 15 empreendedores de três estados – Paraná, Minas Gerais e Rio de Janeiro – participaram do edital de Inovação Corporativa, com soluções voltadas ao auxílio da retomada do crescimento econômico devido aos efeitos da pandemia do coronavírus, uma das ações do PTI no Programa Acelera Foz. 

“O edital para incubação de novas empresas já estava aberto, mas entendemos que o momento necessitava de ações também direcionadas à crise econômica e criamos este mecanismo para o suporte de projetos diretamente relacionados a recuperação de cinco setores”, explicou o diretor de Negócios e Inovação do Parque Tecnológico, Rodrigo Régis de Almeida Galvão. 

Foram três apresentações nas temáticas de Turismo, Saúde e Educação, e Varejo e Indústria; cada uma com cinco propostas e uma banca de avaliadores, que reuniu representantes do Sebrae, Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), Hospital Municipal Costa Cavalcanti, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Porto Digital, Codel – Instituto de Desenvolvimento de Londrina, Hards Aceleradora, Darwin Startups, Start Aceleradora, Prognus Soluções Livres e I.PRO Estratégia Organizacional. 

Propostas vencedoras

A TARS,  a SII Smart e a B2B Hotel foram selecionadas com soluções na área de turismo. As empreendedoras Natália e Bianca, da TARS, apresentaram um aplicativo para personalizar e organizar a experiência dos turistas que vêm ao Destino Iguaçu e guiá-los nos atrativos, por meio de jogos

O empreendedor Higino Mandaji, da B2B Hotel, falou sobre a plataforma desenvolvida pela empresa para aproximar trabalhadores temporários dos hotéis, setor altamente afetado pela crise. A ferramenta oferece o controle de informações, como relatórios sobre pagamentos, quantidade de horas e fluxo de caixa; e, segundo Higino, possibilita a redução do risco do passivo trabalhista. ,  Já a Sii Smart, que atua com um sistema de gestão de hotelaria, desenvolveu um sistema de desinfecção com radiação UVC que já vem sendo utilizado em transportes e escolas. 

Ainda no primeiro dia do Demoday, foram feitas as apresentações na área de Educação e Saúde, nas quais a Quality foi escolhida para a próxima etapa.  Cleiton Mendes, da Quality, recebeu a aprovação da banca com a proposta de um curso especializado voltado para o Revalida, exame necessário para o reconhecimento de diplomas de médicos formados em outros países. 

A AIS Ambientes Virtuais, Um Bom App e a EVAH.io foram as empresas do segundo e último dia do Demoday que passaram à etapa seguinte da avaliação. O diretor da AIS, Yuri Sefrin, apresentou uma solução para indústrias que têm necessidade fazer treinamentos de normas regulamentadoras. A ferramenta da empresa utiliza a realidade virtual para essas capacitações, com menor custo e maior agilidade para as indústrias. A tecnologia, de acordo com ele, pode servir ainda para a realização de manutenções de equipamentos 

A empresa Um Bom App, dos empreendedores Marcelo Toledo e Pedro Siniscalchi, foi criada como uma solução para o desperdício de alimentos no Brasil. A plataforma da empresa possibilita que restaurantes comercializem o excedente de produção com um preço promocional, disponibilizado em uma “sacola mágica” aos usuários. 

A inserção dos negócios locais no meio virtual é o objetivo do projeto da EVAH.io, que, conforme explicou o fundador da empresa, Thiago Barroncas, além de desenvolver a plataforma digital, envolve também  orientações relacionadas ao planejamento e estratégias para aquisição de novos clientes. Logo no início da pandemia do coronavírus no Brasil, em março, a EVAH.io implementou  25 lojas virtuais em nove dias para empreendedores de Foz do Iguaçu gratuitamente, visando reduzir os prejuízos aos negócios e a quantidade de demissões. 

Entre os critérios analisados pelos avaliadores para a seleção das sete empresas, estiveram faturamento, portfólio de clientes, maturidade e potencial de impacto e econômico da solução, e tempo estimado para adequação e/ou implementação. Até o dia 8 de setembro, os empreendedores deverão enviar ao Parque Tecnológico seus planos de trabalho. A formalização dos repasses está prevista entre os dias 21 e 25 de setembro e os primeiros repasses devem acontecer ainda no início de outubro. 
 Especial: 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *